domingo, 27 de março de 2011

você realmente acreditou que eu pertencia a você? Não querido, eu só brinquei!
Nunca gostei dos seus beijos, do seu cheiro, do teu suor. Sempre detestei cada toque da tua mão, cada olhar sem pudor, cada loucura que se fazia. Eu não gritava de prazer, eu gritava era de nojo! E toda promessa feita foi da boca pra fora, eu não te queria pra sempre comigo. Como você foi ingênuo em acreditar que aquelas lágrimas eram de saudades, na verdade elas eram de alivio. Alivio por você ter ido embora sem se quer olhar pra trás. E o ciúme era só uma forma de fazer você se sentir culpado. Eu nunca me importei com seus olhares para os lados, com seus telefones secretos e fotos comprometedoras. Nunca mesmo! Eu só queria o gostinho de rir de você. Quanto aos meus sonhos? Eram todos mentiras! Nunca fiz planos, nem desejei ter uma família com você, isso é contra os meus princípios, aqueles mesmo que me fizeram afastar do seu mundinho medíocre. Agora, pelo ultima vez eu te peço, não me escreva mais nem telefone. Muito menos tente me fazer sentir culpada por eu não dar a mínima pro que você sente. Eu sou assim... livre... não me apego a ninguém. Infelismente não sei mentir como eu queria , essas palavras são todas mentiras , eu sempre amei , e sempre amarei você seu idiota . Obrigado pela sua insignificancia por ter me deixado aqui sozinha e sem meu coração .

Um comentário:

  1. ooi :] no meu blog você ganhou um selo de qualidade; ve la ?
    http://gabiibarros.blogspot.com/

    ResponderExcluir